Expediente


Manuella Antunes

reportagem e produção


Igo Bione

fotos, imagens e edição de vídeos


Kennedy Anderson

fotos e imagens/ registro de bastidores


Janaina Lima e Luiza Modesto

edição de textos


Arnaldo Carvalho, Heudes Régis e Chico Porto

edição de fotografia


Ícaro Bione

design gráfico


Fábio Monteiro

web design e front-end



Agradecimentos

Viajar até o Agreste pernambucano e conhecer as histórias de mulheres que dedicaram suas vidas à renascença era um desejo antigo. Nasceu, claro, da vontade de narrar trajetórias desconhecidas; de mostrar o rosto de personagens necessários para a perpetuação da arte no Estado.

Sinônimo de glamour e objeto de desejo tanto no mundo da moda, quanto na decoração de interiores, a renascença nordestina há muito ganhou dimensão mundial. As artesãs, infelizmente, não. Continuam escondidas na zona rural do Agreste pernambucano. Recebem pouco demais por peças que, lá no fim da cadeia produtiva, têm um valor agregado altíssimo. O ofício requer talento, olhar aguçado e teimosia. A renascença, como é feita por lá, é a arte da resistência. Não apenas existe, persiste. Apesar do mercado voraz que se formou em torno dela.

Meu primeiro muito obrigada é, claro, para elas, as rendeiras. Para as tantas famílias que deixaram eu, o fotógrafo Igo Bione e o motorista Kennedy Anderson entrar nos terraços de suas casas. Elas nos mostraram os pontos, os contos e os encantos da renascença. Nos hipnotizaram com suas histórias.

Para o segundo agradecimento, faltam palavras. É para o fotógrafo Igo Bione que, desde do momento que pensei a pauta, abraçou a ideia e deu comigo todos os passos que nos trouxeram até aqui. Igo é do tipo que faz mais. Sempre. Busca a perfeição. Encontra as imagens que falam, esclarecem e emocionam. Para elas, daria (e dou) o espaço das minhas linhas.

Um viva enorme para o motorista Kennedy Anderson. Sem ele, não teríamos ido a lugar nenhum. Literalmente. Muito obrigada mesmo. Pela disposição, empenho, colaboração e pelo belo registro de bastidores que você, espontanamente, se prontificou a fazer! Fez toda a diferença!

Pelo apoio e incentivo, um muito obrigada às editoras de Suplementos, Janaina Lima e Luiza Modesto e aos editores de Fotografia Arnaldo Carvalho, Heudes Régis e Chico Porto. Aproveito, ainda, para agradecer a confiança do diretor de redação Ivanildo Sampaio, do diretor-adjunto Laurindo Ferreira e da editora-executiva Maria Luiza Borges.

Obrigada, ainda, à editoria de Artes, em especial a Bruno Falcone, Ícaro Bione e Fábio Monteiro pela execução de todo projeto gráfico. E ao Hotel Fazenda Poço Encantado (Poção-PE) pela hospedagem acolhedora.

Finalizo lembrando que, certa vez, escutei: “escrever só vale a pena se for para mudar alguma coisa.” Comecemos, então, pelo olhar. Meu último obrigada vai para você que leu este especial e se permitiu conhecer essas artistas, essas rendeiras. Mulheres extremamente necessárias, disseminadoras de uma cultura secular.