Amadurecimento precoce

Neymar tem 20 anos. Oscar, 21. Apesar da juventude, os dois vêm se constituindo como principais protagonistas do Brasil. Porém, o apoio de atletas experientes, como Kaká, pode ser fundamental na evolução de ambos até o Mundial de 2014. Este é o tema do último dia da série sobre os mil jogos da seleção. Textos: Marcos Leandro.

Toda grande seleção ganhou pelo menos uma das duas Copas do Mundo que foi anfitriã. A Itália foi campeã em 1934 e perdeu em 1990. A Alemanha faturou a taça em 1974 e ficou pelo caminho em 2006. A França não teve sucesso em 1938, mas subiu no lugar mais alto do pódio em 1998. Agora, em 2014, é a vez de o Brasil não transformar este privilégio em frustração, como fez em 1950, quando perdeu a decisão para o Uruguai. Para isso, aposta no amadurecimento de jovens como o santista Neymar, de 20 anos, e Oscar, 21, que defende o Chelsea, da Inglaterra.

Apesar da pouca idade, a dupla vem assumindo cada vez mais papel de destaque na seleção de Mano Menezes. Uma boa atuação dos dois será fundamental para uma vitória sobre a Colômbia, nesta quarta (14), às 21h30 (do Recife), no estádio MetLife, em Nova Jérsei, Estados Unidos. O amistoso é especial, pois marca a milésima partida de seleção brasileira, cuja estreia ocorreu no dia 21 de julho de 1914, contra o Exeter City, da Inglaterra. O protagonismo de Neymar e Oscar acabou se tornando precoce em virtude da reformulação pela qual passou a seleção brasileira após a eliminação para a Holanda nas quartas de final da Copa da África do Sul. A caça às bruxas do time de Dunga acabou afastando da Canarinho jogadores com experiência para servirem de referência em uma Copa do Mundo para jovens como Neymar, Oscar e também Lucas, do São Paulo, outro de 20 anos. Atletas como Robinho e Kaká, que só voltou a seleção nos últimos dois amistosos, contra Iraque e Japão, no mês passado. Vale a pena salientar que outros craques desta geração trataram de se afastar por conta própria, como Adriano e Ronaldinho Gaúcho – se bem que este último parece ter controlado o extracampo no Atlético-MG, voltando a sonhar em jogar a Copa de 2014.

Nestes dois anos à frente da seleção, Mano Menezes sabe que enxertar experiência no grupo é um dos seus principais desafios para o Mundial de 2014. “Olho para as outras seleções e comparo: os principais jogadores têm 100 jogos, um pouco menos ou mais. Temos um grupo que está aquém desses números. Sempre que for possível equilibrar experiência com qualidade vamos procurar misturar”, disse o treinador, após o bom entrosamento de Kaká com Neymar, Oscar e Hulk nas vitórias contra Iraque e Japão.

“Não vou publicamente dizer que estou observando este ou aquele jogador. Essas avaliações são internas. Do mesmo jeito que é bom ter calma em relação às avaliações negativas, é bom termos também em relação à parte positiva”, declarou o técnico, não fechando a porta para ninguém, mas mantendo o mistério quanto ao aproveitamento de outros atletas experientes, como Ronaldinho Gaúcho, que fez um bom Campeonato Brasileiro pelo Atlético-MG.

Um duelo aguardado

O amistoso de hoje reserva uma disputa particular entre dois atacantes: Neymar x Falcao Garcia. O brasileiro sofre assédio quase que diário para deixar o Santos rumo à Europa. Já no Velho Continente, defende o Atlético de Madrid, o colombiano é desejado por gigantes como o Chelsea.

Dos 19 jogadores convocados pelo técnico Mano Menezes para a disputa do milésimo jogo da história da seleção brasileira, Neymar tem a melhor média de gols: 0,64. O craque do Santos marcou 16 gols com a camisa verde- amarela em 25 jogos. Por sua vez, Falcao Garcia, 26 anos, começou a temporada 2012/13 “voando”.

São 10 gols em 10 jogos pelo Campeonato Espanhol, fora os três anotados contra o Chelsea na final da Supercopa da Europa. Nas Eliminatórias para o Mundial de 2014, Falcao balançou a rede cinco vezes. A Colômbia é a terceira colocada, com 16 pontos, quatro a menos da líder Argentina.

O time treinado pelo argentino José Pekerman, porém, tem outros bons jogadores. Destaque para o atacante Jackson Martínez e o meia James Rodríguez, ambos do Porto. Macnelly Torres (Atlético Nacional) e Freddy Guarín (Inter de Milão) também merecem atenção.

A Colômbia ocupa a 8ª posição no ranking da Fifa, no qual o Brasil é o 13º colocado.

Vídeos

  • Neymar

  • Oscar

  • Falcão Garcia

Voltar ao topo