Argentina

Após o sofrimento nas Eliminatórias - quando se classificou para a Copa do Mundo apenas na última rodada, após vitória por 3x1 contra o Equador (três gols de Messi) -, a Argentina espera se reencontrar no Mundial da Rússia. Mas a vida no Grupo D não será nada fácil. Os hermanos vão encarar o organizado time da Croácia, a imprevisível Nigéria e a sensação da última Eurocopa, a Islândia. Dor de cabeça para o agitado técnico Jorge Sampaolli, que assumiu a seleção na reta final das Eliminatórias. Mas ele vai precisar mais do que andar de um lado para o outro para levar os argentinos ao título, que não vem desde 1986.


Participações em Copas: 17

Títulos: 2 (1978 e 1986)

Também disputou final: 1930 (perdeu para o Uruguai), 1990 (Alemanha) e 2014 (Alemanha)

Em 2014: vice

Nas Eliminatórias: 3º lugar (7V, 7E e 4D)

Artilheiro: Messi (7 gols em 10 jogos)

Ranking da Fifa: 5º

Time-base: Caballero; Salvio, Otamendi, Fazio e Rojo; Mascherano, Biglia e Lo Celso; Messi, Di María e Higuaín.

Técnico: Jorge Sampaoli.

Todos os convocados

Goleiros: Caballero (Chelsea-ING), Armani (River Plate-ARG) e Guzmán (Tigres-MEX)

Defensores: Ansaldi (Torino-ITA), Otamendi (Manchester City-ING), Fazio (Roma-ITA), Mercado (Sevilla-ESP), Rojo (Manchester United-ING) e Tagliafico (Ajax-HOL)

Meio-campistas: Salvio (Benfica-POR), Banega (Sevilla-ESP), Mascherano (Hebei Fortune-CHN), Biglia (Milan-ITA), Lo Celso(PSG-FRA), Acuña (Sporting-POR), Meza (Independiente-ARG), Lanzini (West Ham-ING), Di Maria (PSG-FRA) e Dybala (Juventus-ITA)

Atacantes: Messi (Barcelona-ESP), Agüero (Manchester City-ING), Higuaín (Juventus-ITA) e Pavón (Boca Juniors-ARG)