Em busca de identidade, Salgueiro mira ir além das quartas na Copa do Nordeste 2018

 

Representante do interior pernambucano na Copa do Nordeste, o Salgueiro, vice-campeão estadual em 2017, estreia no regional no dia 16, diante do Ceará, em casa. Para a partida, algumas novas caras estarão à disposição do técnico Paulo Júnior, recém-chegado, mas com passagem no clube sertanejo em 2010, quando foi campeão do interior.

 

Entre os contratados estão os laterais-esquerdos Escuro (ex-Sete de Setembro), Izaldo (ex-Náutico) e Juninho (ex-Tupi); o meia Fabiano Menezes (revelado pelo Botafogo em 2014) o volante Neto (ex-Campinense); e o atacante Neverton (ex-Paraná). O goleiro Maciel, o zagueiro Victor Lisboa (ex-CSA), o lateral-direito Cinho (com passagem no Auto Esporte) e o volante Peu (ex-Guarani de Sobral) também chegaram ao Carcará.

 

Velhos conhecidos como os goleiros Luciano e Mondragon, o lateral-direito Marcos Tamandaré, o zagueiro Luís Eduardo e o atacante Piauí também integram o grupo para a temporada 2018.

 

Mas, uma das barreiras a serem quebradas pelo treinador Paulo Júnior, com longa trajetória no futebol estadual em times como Chã Grande, Cabense, Serra Talhada, América e Íbis, é a desconfiança da torcida, acostumada com o treinador Evandro Guimarães, à frente do Carcará entre maio de 2016 e novembro de 2017.

 

Além disso, Paulo Júnior terá que lidar com a perda de peças importantes do grupo, como o zagueiro Ranieri e os volantes Rodolfo Potiguar, Moreilândia e Vitor Caicó – todos acompanharam o ex-técnico e foram para o Fluminense de Feira de Santana. Além deles, outras saídas de peso foram a do meia Toty e a do atacante Willian Lira.

 

HISTÓRICO NA COMPETIÇÃO

 

Em sua quarta participação no torneio, o Salgueiro mira passar de uma barreira frequente nos últimos anos: as quartas de final. Em 2016, foi eliminado pelo Campinense e em 2015 caiu diante do Ceará, após ter sido líder da sua chave.

 

O alvinegro cearense, algoz no passado, surge de novo no caminho da equipe sertaneja. Na época, após eliminar o clube pernambucano sagrou-se campeão da Copa do Nordeste. Eles se juntam a CSA (adversário na segunda rodada) e ao Sampaio Corrêa (terceira rodada) no grupo D do Nordestão, sendo o Carcará o único integrante da chave que não está nas duas divisões de cima do futebol brasileiro. Inclusive, todos os concorrentes do Salgueiro chegam na competição embalados por acessos. O Ceará voltou à Série A após seis temporadas na Segundona, já o CSA não disputava a Série B desde 1992, enquanto o Sampaio estava de fora daSegunda Divisão desde 2016.

 

Na preparação para o regional, o Carcará venceu por 2×0 um amistoso no último dia 30 de dezembro, no estádio Cornélio de Barros, contra a seleção amadora de Cedro. Antes do primeiro jogo no Nordestão, ainda encara a Juazeirense, nesta quinta-feira, dia 11.

 




Expediente

07 de Janeiro de 2018

Diretoria

Laurindo Ferreira
Diretor de Redação do Jornal do Commercio
Maria Luiza Borges
Diretora de Conteúdos Digitais

Edição

Marcelo Pereira
Editor
Marcos Leandro
Editor
Thiago Wagner
Editor

Conteúdo

Davi Saboya
Concepção e reportagens
Diego Toscano
Concepção e reportagens
Heitor Nery
Concepção e reportagens
Luana Ponsoni
Concepção e reportagens
Vinícius Barros
Concepção e reportagens

JC Imagem

Arnaldo Carvalho
Editor executivo
Heudes Regis
Editor assistente

Edição de Vídeo

Victoria Gama

Design

Bruno Falcone Stamford
Editor de Artes
Karla Tenório
Editor Assistente de Artes
Moisés Falcão
Coordenador de Design Digital
George Oliveira
Design
Diego Feitoza
Front-End